Haight Ashbury

Na esquina das ruas Haight e Ashbury está localizada uma das lembranças mais colecionadas de San Francisco: a placa da rua que marca o centro do bairro onde o Flower Power da década de 1960 desabrochou com os sons psicodélicos dos Grateful Dead, Jefferson Airplane e Big Brother and the Holding Company com sua cantora emotiva, Janis Joplin.

Flower Power acabou há muito tempo, mas o mesmo não aconteceu com o bairro Haight-Ashbury — “The Haight”, como os moradores de San Francisco chamam esse bairro próximo ao centro geográfico da cidade. Casas vitorianas de madeira, pintadas e belamente reformadas iluminam as ladeiras perto do Buena Vista Park e as formações rochosas de Corona Heights. Construções vitorianas também estão no centro comercial do bairro: Haight Street.

The Haight mantém – na verdade, ostenta – sua atmosfera contra a ordem estabelecida. Lojas extravagantes de roupas, estúdios de piercing e tatuagem e lojas amadas pelo público como Amoeba Music se destacam ao longo de Upper Haight. Descendo pela longa Haight Street, bares alternativos, lojas de consignação e lojas de música com vinil antigo. Nessa área, Lower Haight, o aluguel e os preços são um pouco mais baixos, e o ambiente, um pouco mais simples.

A antiga casa dos Grateful Dead em 710 Ashbury é uma atração eterna, assim como a antiga casa com colunas do Jefferson Airplane em 2400 Fulton St., que a banda pintou de preto. (Observação: Ambas são residências particulares agora). A ambiência de óleo de patchouli de Haight espalha-se até Hippie Hill do Golden Gate Park a leste, onde George Harrison tocou guitarra para espectadores surpresos no Verão do Amor de 1967.

A leste de Panhandle e norte de Lower Haight, os visitantes encontrarão a sempre popular Alamo Square. As famosas casas vitorianas conhecidas como Painted Ladies estão aqui, esta é uma das diversas oportunidades de fotos dignas de cartão postal da cidade.

Leia Mas